Header Ads

Apostas de Futebol 1xBet banner

É assim que o Cruzeiro quer ganhar a Copa Libertadores?

Foto: AFP / Eitan Abramovich
Sonolento. Apático. Desinteressado. Burocrático. Pragmático. São muitos os adjetivos com os quais podemos qualificar o momento do Cruzeiro na temporada e, infelizmente, as definições não são nada boas, mas podem melhorar. Pelo menos, é o que a torcida deseja. 

Após 8 rodadas do campeonato estadual, o Cruzeiro acumula 4 vitórias, inacreditáveis 4 empates e, digamos, um modesto terceiro lugar no momento. Considerando a fragilidade dos adversários até aqui enfrentados, era de se esperar uma colocação bem melhor.

Já levamos gols de times como Guarani, Boa Esporte, Alt. Mineiro e URT. É desanimador e mostra que há muita coisa para aprimorar antes da nossa estreia na Libertadores.

Para piorar ainda mais a situação, a equipe celeste vem de 2 semanas inteiras sem jogos no meio de semana, com possibilidade de mais treinamentos e nenhuma melhora significativa foi apresentada. É para isso que o técnico Mano Menezes tem fechado os treinos? O time parece destreinado, sem vontade; não há uma jogada ensaiada, faltam jogadas bem trabalhadas, as bolas alçadas à área são excessivas e raramente encontram um jogador cruzeirense bem colocado, a dificuldade para fazer gols é algo que impressiona!

E isso não é de hoje. Já tem algum tempo que o Cruzeiro mostra uma dificuldade tremenda para ganhar os alguns jogos, seja por descuidos na defesa, seja pela ineficiência no ataque, principalmente quando o jogo não é decisivo. No Campeonato Mineiro, o desempenho é decepcionante e temos uma Libertadores batendo à nossa porta. A nossa próxima partida será pelo torneio continental e não vejo o nosso time inteiramente preparado para essa disputa.

Enquanto grande parte dos times brasileiros teve um início de ano com calendário cheio, precisando poupar jogadores e jogar com times alternativos, o Cruzeiro teve um tempo maior de preparação, com mais dias disponíveis de treinamento, mesmo com uma pré-temporada reduzida. Até o momento, o Maior de Minas apenas entrou em campo para disputar o campeonato estadual.

Esses primeiros jogos da temporada poderiam ter sido utilizados para testar novas formações, novos jogadores, preparar os novos reforços, apresentar variações táticas durante as partidas. Mas ficou muito aquém disso.

Se o Cruzeiro não estava inteiramente interessado nos jogos do Campeonato Mineiro e tem o seu foco na Copa Libertadores, a situação poderia ser melhor, é claro. Mas ainda é cedo para ficar muito desesperado. Temos tempo e totais condições de mudar esse panorama.

Para a nossa estreia no torneio continental, não contaremos com o zagueiro Dedé. Seu reserva imediato, Murilo, não mostrou condições ideais para substituí-lo em uma partida tão difícil. Quem sabe seja a chance para Fabrício Bruno? Além disso, outros jogadores estão muito irregulares, como Edílson, Cabral, Robinho, Sassá. São muitos jogadores com um futebol bem abaixo do esperado. É preciso dar uma chacoalhada no elenco. 

No geral, o Cruzeiro não mostra um futebol convincente e encontra dificuldades contra adversários fracos.  A falta de vontade e a apatia são latentes. Mesmo com a equipe considerada titular em campo na maioria das partidas, o desempenho é muito ruim.

Será que o início da Libertadores trará a motivação que o time tanto precisa? O que falta para o Cruzeiro começar a render melhor?

Não estamos no melhor momento; o futebol praticado até agora nos deixa inúmeras dúvidas quanto ao futuro do Cruzeiro na temporada. Será preciso fazer bem mais, caso queiramos reeditar as nossas grandes conquistas. 

Ainda assim, a esperança que fica é a de que esse elenco nos prove, mais uma vez, que consegue dar a volta por cima e nos trazer os títulos que tanto esperamos. Foi assim em 2017 e 2018. O Cruzeiro esteve desacreditado por diversas vezes e conseguiu reviravoltas históricas. Quando esse elenco resolve jogar, os jogadores apresentam um bom futebol, conseguem vitórias épicas e fazem jogos incríveis. A questão que fica: não poderiam fazer isso em um número maior de jogos? Fica essa dúvida no ar.

Teremos mais de uma semana de treinamentos até o início da nossa caminhada rumo ao tri. É hora de colocar a cabeça no lugar, de melhorar a condição física e técnica, de recuperar alguns jogadores, de mostrar a qualidade e a grandeza do Cruzeiro. Treinar mais e falar menos. Menos stories nas redes sociais e mais futebol.

Vamos acordar, Cruzeiro! Só assim para que reencontrar o caminho das vitórias. Seja como for, jogando bonito ou não, com tranquilidade ou com sufoco, não importa. A torcida quer o tri da América. O apoio será constante, mas as cobranças também virão, sempre. É assim, na base da exigência e do grito que vem da arquibancada, que celebramos os nossos grandes feitos. Para cima deles!


19 comentários:

  1. Murilo não tem a mínima condição de jogar esse jogo na Argentina..ele não consegue se quer ficar de pé..vem falhando bisonhamente..acho que é hora de testar o Fabrício Bruno..pra cima deles cabuloso

    ResponderExcluir
  2. Duas palavras para resolver o problema....

    FORA MANO

    ResponderExcluir
  3. Concordo com o colunista.Corners nunca são aproveitados.Faltas perto da área difícilmente tem sucesso. Treino tem que ser aberto para a imprensa.Temos o direito de saber o que está sendo treinado.Murilo é fake news. Lento , desatento não tem leitura de jogo .Contra a URT foi tirado da jogada com um simples esbarrão e ficou estatelado no chão. Rídiculo.

    ResponderExcluir
  4. Timinho sem vergonha e sem treinador. Daqui a pouco será um Ipatinga...

    ResponderExcluir
  5. Meu amigo, com o Mano o futebol do Cruzeiro vai ser sempre esse. Apatico e rezando pra ir bem e ganhar alguma copa, porque brasileiro de pontos corridos nos nunca vamos "chegar a libertadores". Me aponte um grande time montado pelo Mano no seu "auge". Não tem, ele e' isso ai e não muda. E' so olhar os times do Santos, e do Fluminense que tem treinadores que gostam de jogar Futebol. E o elenco deles não passam nem perto do nosso. Vamos "rezar" pra ganhar uma Copa e ja ta de bom tamanho.

    ResponderExcluir
  6. Realmente, assistir jogos do Cruzeiro tà difícil, um ataque que mata agente do coração, cadê a diretoria para cobrar os caras, salário em dia o futebol também tem que estar em dia. Vai arrumar as malas cedo da liberta. triste.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estuda Menino! O certo é "a gente" e não "agente". Agente é profissão!!!
      Estuda Menino!!!

      Excluir
  7. Esse ano não conseguiremos nada com esse time. Vai ser muito difícil passar até da primeira fase. Que pena. O Sassá e o Henrique esqueceram o futebol no passado. Vai Raposa, pelo menos lute.

    ResponderExcluir
  8. Tá triste de ver. Apatia geral.

    ResponderExcluir
  9. Nosso plantel tá bom pra disputar campeonato de veteranos! Temos uma penca deles, todos mimados, ricos, milionários, dando shows pela mídia e redes sociais!

    ResponderExcluir
  10. Fora Mano Retranca.
    Time horrível, com salários altíssimos.
    Diretoria incompetente.
    Este ano, vamos lutar para não cair no brasileiro.
    Este Mano retranca, jamais montou um time praticando um bom futebol.
    Mais uma vez, fora MM retranca.

    ResponderExcluir
  11. Botar a culpa no Treinador é fácil, o que ele pode fazer se o jogador não quer jogar?

    ResponderExcluir
  12. Não aguento mais este futebol medíocre
    Que Cruzeiro vem apresentando, espero
    que na hora " vamos ver" a coisa mude de figura.

    ResponderExcluir
  13. O time joga conforme treina.Ou seja, não joga.

    ResponderExcluir
  14. Para a nossa estreia no torneio continental, não contaremos com o zagueiro Dedé. Seu reserva imediato, Murilo, não mostrou condições ideais para substituí-lo em uma partida tão difícil. Quem sabe seja a chance para Fabrício Bruno? Além disso, outros jogadores estão muito irregulares, como Edílson, Cabral, Robinho, Sassá. São muitos jogadores com um futebol bem abaixo do esperado. É preciso dar uma chacoalhada no elenco.
    Read more at ca cuoc
    Read more at vaobong

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.