Header Ads


A Muralha da China Azul: defesa sólida é a marca do Cruzeiro de Mano Menezes

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Estamos próximos do final da primeira metade da temporada. Ainda faltam 4 jogos até a parada para a Copa do Mundo e, até aqui, o Cruzeiro faz uma boa campanha.

Conquistamos o título do Campeonato Mineiro, o primeiro lugar do grupo 5 na Copa Libertadores, uma boa vitória no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil e estamos em ascensão no Campeonato Brasileiro. Os próximos jogos, 1 no Mineirão e 3 fora dos nossos domínios, poderão nos colocar entre os primeiros colocados e nos deixar na briga por mais um título.

Muito desse bom desempenho pode ser creditado ao trabalho do técnico Mano Menezes.

O Cruzeiro é um time com padrão de jogo definido, gostemos dele ou não. Em várias entrevistas, nosso treinador enfatiza a sua preferência pelo sistema defensivo. Com isso, a equipe busca, primeiramente, um equilíbrio na defesa para depois buscar o ataque.

O resultado disso é um time que é pouco vazado. Até o momento, levamos 15 gols, considerando todas as competições. Quando o assunto é jogo dentro do Mineirão, foram apenas 3 gols sofridos. De fato, a defesa do Cruzeiro é uma barreira bem difícil de atravessar; mesmo quando o time não tem a posse de bola, não leva muitos sustos e mantem uma certa regularidade. Tudo com a marca registrada de Mano Menezes.

Além disso, temos que destacar a volta do zagueiro Dedé, que está jogando o “fino da bola”, a segurança do goleiro Fábio, a regularidade do zagueiro Léo, a melhoria no futebol do lateral Egídio e do volante Henrique, a entrada de Lucas Silva no time titular. Até mesmo Rafael Sóbis, Bruno Silva e Robinho já apresentaram um melhor desempenho nos últimos jogos. Foram diversos fatores que contribuíram para o crescimento da equipe e mostram a boa gestão do grupo de jogadores.

Mesmo após uma fase de instabilidade, com um início ruim de Libertadores e Campeonato Brasileiro, e com muitos torcedores no coro de Fora Mano, o Cruzeiro mostrou que tem um elenco “cascudo”, experiente e que pode nos levar à grandes conquistas. Se esteve ruim com o Mano, convenhamos que estaria bem pior sem ele.

De 1x0 em 1x0, conseguimos nossas vitórias e vamos crescendo na temporada. Muitos querem um time ofensivo e um jogo bonito, mas o que importa, de verdade, é conquistar as vitórias e chegar no final do ano com muitos títulos. E a muralha azul celeste, a sólida defesa montada no time do Cruzeiro, é um trunfo para que consigamos levantar troféus nesta temporada.

Agora é conseguir o máximo de pontos até a parada para a Copa do Mundo e fazer uma boa preparação para a volta, quando teremos, novamente, um calendário bem complicado e jogos decisivos na Copa do Brasil, Libertadores e Campeonato Brasileiro. O segundo semestre promete.

Para cima deles, Cruzeiro!

4 comentários:

  1. "Muro de concreto, ruim de derrubar!" Força, Cruzeiro!

    ResponderExcluir
  2. É muito bom ver um comentário equilibrado e livre de paixões futebolísticas, eu concordo plenamente que sem o Mano estaríamos pior. Cabe ressaltar que quando estivermos jogando as 3 competições (copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão) não podemos exigir alto nível em todos os jogos, certamente o Brasileirão estará fadado a um time alternativo e resultados ruins podem vir, nem por isto devemos pedir a cabeça do técnico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Eu já peguei muito no pé do Mano Menezes, já xinguei, torcedor é assim mesmo. Queremos o melhor para nosso time. Mas o nosso técnico mostrou que eu estava errado. Analisando o momento do futebol brasileiro, os técnicos em atividade, Mano está entre os melhores. O trabalho de gestão de elenco dele é muito bem feito e, podemos não gostar do estilo de jogo implantado, mas vem dando resultados. Os jogadores entenderam a maneira de jogar e nós devemos entender também, apoiar. Com essa força, a chance de título é grande.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.