Header Ads


Racismo NÃO! #FechadoComOAllano

Um garoto. 21 anos. Vaiado incessantemente na derrota em casa para o Atlético-PR, entrando na metade do 2º tempo após tudo já ter desandado.

O torcedor sai de casa numa noite de segunda-feira, se une a mais de 32mil outros para ver o vexame que foi perder de 3x0 em casa, e quis vaiar. E ele pode? Pode. E deve.
Na minha opinião pessoal, vaia durante o jogo só atrapalha, tira mais ainda o foco que já não existia nos jogadores e isso pesa para uma derrota mais vexatória ainda. Cobrem raça, vergonha na cara, atenção. Podem dizer que não, mas as vaias contribuíram nem que por uma pequena porcentagem para o terceiro gol.

O garoto citado no começo desse texto. Sabe de quem estou falando, não!? Allano, considerado uma promessa da base, foi bem nas categorias inferiores do Cruzeiro e subiu por dito mérito, segundo os que o observaram durante o período.

Vaiado ao tocar na bola na última segunda(11/07), foi um dos que mais se dedicou e partiu para o ataque, com o jogo já perdido e com a equipe desorientada. Trocou passes, foi incisivo e tabelou umas boas jogadas pela esquerda. Perdeu um gol frente ao goleiro, sim, mas se apresentou para isso, coisa que ao menos um de nossos atacantes não fez depois dos gols sofridos.

Racismo

É nítida que é uma minoria da torcida que apoia esse tipo de coisa.
E então, o inadmissível aconteceu. Allano foi hostilizado nas redes sociais por ditos "torcedores" do Cruzeiro, com xingamentos racistas em pleno século 21. É visto que é a minoria que usa dessa forma inadmissível de "cobrar" o jogador.

Nós, verdadeiros torcedores do Cruzeiro Esporte Clube, temos que tomar uma providência, não só de cobrar o clube por melhores resultados (e temos!) como de denunciar essas pessoas e consequentemente, cortarem qualquer vínculo delas aos meios de comunicação do Cruzeiro(rede sociais, sócio-torcedor, estádios, etc). Já sofremos o mesmo com Tinga em tempos recentes, e não ficaremos calados diante de atos como esse.


O time não tem merecido a torcida que tem,
mas também não merece "torcedores" como esse!
Esse garoto chegou a desistir do futebol aos 20 anos. Abandonado por empresários e descartado por problemas disciplinares, Allano chegou a entregar currículos em pequenos comércios para encontrar uma forma de sobreviver.

Não é a primeira vez que Allano é vítima de injúria racial. Ano passado, ele mesmo se posicionou contra uma atitude racista de um cruzeirense nas suas redes sociais. Allano não é nenhum craque, as vezes transparece nem ser o bom jogador que esperamos. Mas nessa hora, precisa do nosso apoio. Que esse tipo de coisa seja banida do futebol e de qualquer movimento desportivo e social no mundo!


Eu, você e todos os cruzeirenses têm de estar agora #FechadoComOAllano por um futebol sem preconceitos e #FechadoComOCruzeiro para termos melhores resultados, pois não nos quietamos! Acorda diretoria! Dêem o sangue em campo, jogadores! Nós cantamos e gritamos por vocês.

REAGE CRUZEIRO!
Tecnologia do Blogger.