O primeiro ano da SAF Cruzeiro: em busca da normalidade

 

Com Ronaldo de dono, Cruzeiro inicia primeiro ano da SAF (Foto: Reprodução/Cruzeiro)

2022 começou. No segundo dia de janeiro, o Cruzeiro celebrou seu aniversário de 101 anos com a expectativa de dias melhores. Os últimos anos do centenário azul trouxeram tristeza, confusão e angústia ao torcedor cruzeirense. As boas novas ficaram por conta do anúncio inesperado da aquisição de 90% da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) por Ronaldo Fenômeno. A surpresa movimentou o mundo do futebol, pois ninguém esperava a concretização tão rápida da venda do clube e muito menos para Ronaldo, que nunca foi um nome especulado e nem pensado. Grata surpresa, afinal, pois a Nação Azul queria mesmo era que, de uma forma ou outra, os conselheiros fossem extirpados da Toca da Raposa, uma vez que se mostraram o grande câncer que vinha matando a instituição.

Nesta primeira semana do novo ano que se iniciou, há muitas expectativas pelas mudanças que estão sendo implementadas pela gestão de Ronaldo. Amanhã o elenco se reapresenta para dar início à pré-temporada. O novo treinador, que deve ser mesmo o uruguaio Paulo Pezzolano, será anunciado, bem como o diretor de futebol. Além disso, novas dispensas devem ser concretizadas, a fim de enxugar a folha salarial nesta fase de política de austeridade. Tudo isso para que o Cruzeiro possa voltar à normalidade, que é tudo que o torcedor deseja.

O retorno à normalidade, na prática, significa a tranquilidade desportiva. Fim das punições FIFA, salários em dia, pré-temporada bem feita, credibilidade no mercado, organização do departamento de futebol, noticiário tranquilo e desempenho futebolístico aceitável. O objetivo continua sendo o acesso para a primeira divisão e tenho certeza que teremos um ano muito melhor na Série B, com expectativa real de luta pelo acesso, se tudo correr conforme estamos imaginando nesse novo Cruzeiro, que agora é um clube-empresa.

Clube-empresa, é sempre bom lembrar e insistir, visa lucro. Isso trará novidades e exigirá a implementação de uma nova cultura dentro do Cruzeiro. Demandará muita paciência do torcedor. Depois de tudo que passamos nos últimos três anos, acho que conseguiremos contribuir com a nossa paciência. Afinal, a SAF Cruzeiro apostará todas as suas fichas nas categorias de base e em revelar novos talentos para o futebol. Esse é o caminho natural para que a empresa possa obter lucro. O lucro da SAF representa, lembremos, o pagamento da dívida bilionária da associação (o “Cruzeiro velho”, como eles dizem).

Buscar a normalidade é também reviver o Cruzeiro vencedor, copeiro, respeitado. Por isso, é fundamental que os erros nas decisões desportivas sejam mínimos, para que essa retomada seja menos demorada. Os tempos de altos investimentos desvairados e de contratações bombásticas (tais como o rival vem fazendo) acabaram e pode ser que demore anos e anos para vermos isso acontecendo outra vez. É hora de (re)construir o Cruzeiro formador e revelador e potencializar ao máximo o poder da nossa marca, com vistas a atrair negócios, investimentos e novos parceiros.

A caminhada será longa, mas estaremos juntos com o Cruzeiro, com Ronaldo e com quem mais queira fazer parte dessa história.

Autor: Pedro Henrique (@RealPedrin)


14 comentários:

  1. O retorno à normalidade, na prática, significa a tranquilidade desportiva. Fim das punições FIFA, salários em dia, pré-temporada bem feita, credibilidade no mercado, organização do departamento de futebol, noticiário tranquilo e desempenho futebolístico aceitável. O objetivo continua sendo o acesso para a primeira divisão e tenho certeza que teremos um ano muito melhor na Série B, com expectativa real de luta pelo acesso, se tudo correr conforme estamos imaginando nesse novo Cruzeiro, que agora é um clube-empresa.

    É sério que você acredita nessa babozeira toda que você escreveu? Você publicou isso dois dias atrás, depois de tudo que o Ronalducho fez. Vê se para de ser comédia.

    ResponderExcluir
  2. Algum torcedor do CSA-MG que esteja chegando da lua vai ler esse post e concluir: QUE ALÍVIO! VAMOS SUBIR COM OS PÉS NAS COSTAS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algum torcedor do clubeco lixo de mg que tem 114 anos e 5 míseros títulos consegue me explicar por que tanta pobreza de conquistas?

      Excluir
    2. Lixo é quem deve e não paga, lixo é quem recebe título via fax, lixo é quem tem diretoria que rouba o clube, lixo é quem compra títulos (Alô Beneci), lixo é quem torce só nas vitórias, um grande abraço ex maria e atual ronaldinha.

      Excluir
    3. Esse tal de Unknown é emocionalmente instável... No primeiro comentário malhou o CSA; em seguida ele malha "um time que tem 114 anos e míseros títulos". Cara esquisito esse, um verdadeiro vira-folha! Vá entender...

      Excluir
    4. Kkkkk...
      Esse "Unknown" aparece quando a pessoa não se identifica...kkkk

      Excluir
    5. Você está gozando com a minha cara, Gustavo Bianchetti. O nome do cara é Unknown sim e ele é, de fato, emocionalmente instável. Está sempre mudando de opinião!

      Excluir
  3. O Cruzeiro nao existe mais, este aí nao tem minha torcida.

    ResponderExcluir
  4. Estes torcedores que estão protestando são da quadrilha organizada que recebia dinheiro, ingressos e benesses do clube na gestão de Wagner Pires de Sá, que afundou o clube. Sou sócio torcedor, não moro em MG e pago ingresso integral quando vou aos jogos. Sou o "tolo" que ajuda.
    Os empresários do Fábio recebiam entre R$ 750 mil e R$ 900 mil nas renovações de contratos.
    A mamata que faliu o Cruzeiro deve continuar???
    Devemos gratidão ao Fábio e ele ao Cruzeiro.
    O Cruzeiro escolheu voltar para a 1ª divisão e agradar ídolos não é possível ou viável no momento. 
    Chega de vampiros!

    ResponderExcluir
  5. O número de sócios torcedores do Cruzeiro dobrou a partir do dia em que o Ronaldo comprou a SAF.

    ResponderExcluir
  6. O gorducho guarda um rancor enorme do Bosteiro desde o tempo em que foi escravo e passou fome na toca dos viadinhos e, por isso, tem como meta jogar o CSA no amadorismo em 2023. Quanto ao idolo maior das bixas, o pavao do gel, deixem o homem trabalhar (leia-se roubar - até o cloro das piscinas da sauna gay). Até o final do ano o Bosteiro decretará falencia definitiva.

    ResponderExcluir
  7. Acabou, o maior caloteiro do Brasil sifu .

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.