Header Ads


Com estilo de jogo ainda indefinido, temos um "Vasco" pela frente

Foto: Getty Images

O que significa 'ter um "Vasco" pela frente'? Pode soar de maneira pejorativa? Você tem o direito e a liberdade de interpretar da maneira que quiser. Pode ser que esteja certo, ou não, tire suas próprias conclusões.

Vivemos um momento terrível, podemos dizer que vivemos um momento de Vasco. Posso até estar pegando pesado com o time carioca, outros podem entender como uma ofensa. Mas o fato é que o Vasco está nessa situação há um bom tempo e de lá pra cá, vem se satisfazendo em apenas não cair para série B.

Nós não somos assim, nós somos gigantes e rondar a parte baixa da tabela nos incomoda demais. Agora imagina permanecer lá um primeiro turno inteiro? Terrível, terrível!

Na estreia do técnico Rogério Ceni, o Cruzeiro fez uma partida excepcional contra o Santos, poderoso time de Jorge Sampaoli. Venceu e venceu bem, o que nesse brasileiro ainda não tinha acontecido. Venceu jogando pra cima, atacando o adversário e usando a fator casa a seu favor. Uma atuação perfeita, com o retorno de jogadores apagados e total tranquilidade do coletivo. Ali, o time passou uma mensagem para o torcedor de quê "O Cabuloso voltou!". O time ofensivo voltou, vai ser tudo diferente agora, temos um estilo de jogo ofensivo com Rogério Ceni, está tudo certo!

Já no jogo contra o CSA, tudo o contrário. O time ofensivo sumiu, a tranquilidade coletiva também. Está certo que a zaga estava composta por Cacá e Fabrício Bruno, mas não justifica a péssima atuação que o Cruzeiro fez e nem o gol sofrido no fim da partida. O time não funcionou, o CSA que teve um azar tremendo e não conseguiu vencer o jogo.

Isso nos faz pensar, o que será dessa vez? Ninguém sabe dizer que time o Rogério vai pôr em campo, qual vai ser a postura. Ainda continua indefinido, jogo bom, jogo ruim. Sinceramente não sei, estou ansiosíssimo para esta partida de domingo contra o Vasco. O que veremos e qual será a surpresa? Ter que esperar até domingo às 19h me deixa entediado. Que aliás, péssimo horário. Eu particularmente, odeio esses horários de domingo às 19h, remete a jogo ruim e desanimado.

De qualquer forma, precisamos vencer. Eu ter criticado o adversário não significa que será fácil, a equipe carioca é limitada sim, fato. Mas não vão dar vida fácil para o Cruzeiro. Quero ver mais do time que jogou com Santos e esquecer a atuação ridícula contra o CSA. Vamos novamente contar com o fator casa e mostrar para qualquer um que entrar no Mineirão, que ali quem manda é o Cruzeiro, impor medo do adversário!

E que domingo o time tenha uma postura de Cruzeiro, postura de Vasco... deixa pro Vasco.





Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.