Header Ads


Hora da retomada para o time do Cruzeiro

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

A derrota para o Flamengo por 3x1, no último sábado, serviu não apenas para nos tirar uma longa invencibilidade, mas para ligar o sinal de alerta.

O desempenho da equipe esteve muito abaixo do que acompanhamos em jogos anteriores. Enquanto no primeiro tempo, o jogo estava, até certo ponto, controlado, após o gol de empate e no segundo tempo, o Cruzeiro deixou a desejar. Apenas uma chance clara, em um contra-ataque desperdiçado por Marquinhos Gabriel, e no restante do tempo, muita pressão do time adversário, falhas defensivas e um duro revés.

Alguns dos principais jogadores não conseguiram mostrar o seu melhor futebol, como Rodriguinho e Lucas Romero. Murilo trouxe muita insegurança para a zaga e, inclusive, foi expulso. Até o goleiro Fábio falhou no primeiro gol. Algo raro de acontecer. O nosso treinador também não fez boas substituições quando, por exemplo, colocou Rafinha enquanto poderia colocar um jogador mais incisivo, como David ou outro atacante de área, como Sassá.

Nada que deva nos desanimar, ou jogar por água abaixo um longo trabalho da comissão técnica. Perdemos, sim, mas não é por isso que o técnico é ruim, que os jogadores são ruins, que o time não está bem treinado. Já vi, inclusive, muitos desmerecendo nossa campanha na CONMEBOL Libertadores, afirmando que nosso grupo é fraco. Se a campanha fosse ruim, provavelmente criticariam do mesmo jeito. 

Não podemos pensar assim. Obviamente que as críticas podem ajudar em um processo de melhora, mas não somos o melhor time do mundo quando ganhamos, tampouco o pior quando perdemos. É hora de carregar o time e nos lembrar das conquistas recentes, do que esse time é capaz de fazer.Nos últimos anos, com o técnico Mano Menezes, o time celeste mostrou um melhor desempenho em competições de mata-mata, e um desempenho inconstante no Campeonato Brasileiro, de pontos corridos.

No entanto, a realidade para essa temporada poderia ser diferente. Esse foi o planejamento da diretoria. O elenco foi bem reforçado, para que pudéssemos disputar todas as competições e com boas chances de título em todas elas. Atualmente, temos jogadores bem qualificados em todas as posições. A disputa pela titularidade, principalmente nas laterais e no meio de campo, está bem acirrada.

E isso é ótimo. Ter boas opções para todas as posições é tudo o que um treinador pode desejar. O desafio de Mano Menezes é manter uma regularidade em todas as disputas, principalmente em uma competição de longa duração, como o Campeonato Brasileiro; é, também, saber jogar para o ataque, sem administrar tanto o jogo em muitas situações. Temos peças ofensivas para isso. 

Ainda que o foco seja a conquista do tri da CONMEBOL Libertadores, quem sabe um hepta da Copa do Brasil, sabemos que esse time tem plenas condições de fazer uma campanha bem melhor do que a das últimas temporadas, de brigar, quem sabe, pelo título. Apesar de ser difícil chegar nas cabeças por todas as competições, não é o momento de priorizar nada. Precisamos disputar e, principalmente, ser competitivos em todos os jogos.

Foi exatamente isso que faltou no sábado. Ser competitivo. Encarar a partida, independente de adversário, como se fosse o jogo mais importante do ano. Nem sempre isso é possível, é claro, mas a torcida espera que o Cruzeiro, pelo menos, mostre vontade de vencer. A vitória será uma consequência do trabalho.

Agora teremos uma sequência de três jogos em casa, na Toca da Raposa III: Ceará e Goiás, pelo Brasileirão, e Emelec, pela fase de grupos da CONMEBOL Libertadores. São jogos de extrema importância, tanto para uma retomada no campeonato nacional, quanto para a manutenção de nossa melhor campanha no torneio continental.

Não podemos esperar jogos fáceis. É preciso jogar e conquistar as vitórias dentro de campo.Por isso, torcida cruzeirense, vamos lotar o Mineirão, apoiar os 90 minutos, cantar, gritar, torcer e, tomara, comemorar bastante. É a hora da retomada.

Para cima deles, Cruzeiro.

3 comentários:

  1. A diretoria fez o planejamento,só esqueceram de avisar para o MM . PONTOS CORRIDOS TEM QUE TER VONTADE DE GANHAR O JOGO.

    ResponderExcluir
  2. A diretoria fez o planejamento,só esqueceram de avisar para o MM . PONTOS CORRIDOS TEM QUE TER VONTADE DE GANHAR O JOGO.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei preocupado com o que vi ontem. O time quase perde para o Ceará. Um tal de David, que é fraco. Perde todas as bolas. Ariel Cabral, fraco, Edilson, fraco.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.