Header Ads


Cruzeiro em busca do tricampeonato da América

Foto: Juan Mabromata/AFP

O sorteio dos grupos da Copa Libertadores, ocorrido na sede da nossa querida Conmebol, definiu os adversários do Cruzeiro na edição de 2019 da maior competição de clubes da América do Sul. 

O clube celeste ficará frente a frente com o Emelec, do Equador, o Huracán, da Argentina, e o Deportivo Lara, da Venezuela. 

Os programas esportivos e as redes sociais se encheram de comentários a respeito da “sorte” do Cruzeiro com seus adversários no Grupo B. A tese é a de que é enfrentaremos adversários teoricamente menos complicados do que outros clubes brasileiros. A título de comparação, Inter e Athletico enfrentarão, respectivamente, River Plate e Boca Juniors.

No entanto, a teoria se mostra cruel quando passamos para a prática. Grandes clubes já ficaram pelo caminho quando enfrentaram adversários menos tradicionais ou considerados mais fracos pela imprensa especializada. As zebras não ocorrem com tanta frequência, mas estamos sujeitos à elas. 

Tanto a nossa diretoria, quanto nossos jogadores e comissão técnica precisam se preparar bastante para a disputa da Copa Libertadores em 2019; não podemos cair em facilitismos. Os erros cometidos no passado, inclusive na edição deste ano, devem servir de aprendizado para o nosso sonhado tricampeonato. 

A Conmebol, mãe dos clubes argentinos, pode muito bem preparar mais um pacote de lambanças e erros contra os clubes brasileiros. O VAR estará de volta, devemos lembrar, e a atenção deve ser total. Não dá para ser prejudicado novamente. Será preciso, mais do que nunca, uma forte atuação nos bastidores. 

Apesar disso, devemos, sim, assumir o favoritismo, fruto de uma tradição pelo bicampeonato na competição e pelo respeito dos outros clubes com La Bestia Negra, contudo, sem pensar que será fácil. Pode parecer um clichê, mas, no futebol, as coisas acontecem é dentro de campo (entendeu, Conmebol?). Nossos adversários apresentarão as dificuldades, já esperadas pela própria característica da competição. Ou alguém acha que é fácil jogar no caldeirão do Emelec ou contra qualquer time argentino? 

É bem possível fazer uma excelente campanha e se classificar em primeiro lugar do grupo, sem sombra de dúvidas. Para tanto, o time deve estar focado e jogar todos os jogos como se fossem uma final de campeonato. Já que o Cruzeiro cresce tanto em jogos decisivos, quem sabe tratamos todos os jogos da Libertadores como decisão? Ao contrário deste ano, tomara que não haja sufoco mesmo para classificar. 

O caminho para o tricampeonato da América começou a ser traçado. Enquanto isso, a torcida aguarda ansiosamente a chegada de alguns reforços, além da permanência dos bons jogadores,  a saída de outros que pouco acrescentaram até agora, para que tenhamos um elenco forte na disputa das competições em 2019. É hora da diretoria trabalhar, em conjunto com a comissão técnica; sem alarde, sem falar demais, apenas trabalhar. O trabalho bem feito e a melhoria da gestão nos deixam mais próximos de grandes conquistas e de aliviar a situação financeira do clube. 

A preocupação da torcida é legítima. Não é legal ver o nome do seu time do coração associado a dívidas e atrasos de pagamentos. É preciso mudar isso. Falar menos e fazer mais pelo clube, sem intenção de vantagens pessoais, mas em prol da instituição Cruzeiro Esporte Clube.

Mas voltemos ao nosso sonho do tri. Qual a sua opinião sobre o grupo do Cruzeiro? Está otimista por uma boa classificação? Qual adversário pode nos dar mais trabalho? 

Vamos La Bestia, em busca deste tão aguardado título. Em 2019, será preciso que a torcida continue jogando junto com o time. Só assim conseguiremos continuar no caminho das grandes conquistas! E aí, torcedor celeste, está preparado?

Para cima deles, Cruzeiro. 

7 comentários:

  1. Concordo.... Se a comembol não atrapalhar com certeza iremos chegar fortes na decisão.... Cruzeirão Cabuloso sempre....

    ResponderExcluir
  2. Cara, com Henrique e Ariel Cabral, o Cruzeiro vai ser deca campeão da Liberta, hahahahahahahahahah

    ResponderExcluir
  3. Na real falta algumas peças de reposição

    ResponderExcluir
  4. No próximo ano vamos priorizar a LIBERTADORES, pois de Copa do Brasil e Brasileirão já estamos com a galeria cheia de trofeus.

    ResponderExcluir
  5. Ser cruzeiro e ter certeza que seremos campeões de alguma copa só resta aos dirigentes priorizarem o que realmente o maior de Minas quer a Libertadores!

    ResponderExcluir
  6. Para competir em tudo que vai participar, é preciso contratar, a maioria dos jogadores estão acima de 30anos, impossivel disputar tantas competições....acho que deveria dar oportunidade as categorias de base...aproveita o campeonato mineiro para eles jogarem....ZEROOOO

    ResponderExcluir
  7. Com Mano, Henrique, Ariel, Thiago Neves, Sobis... DUVIDO

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.