Header Ads


Modo "bermuda, chinelinho e água de coco" ATIVADO!

Foto:Paraná Portal


Como é bom poder entrar em campo com a consciência tranquila, com a sensação de dever cumprido, sem peso nenhum nas costas e poder jogar um bom futebol sem preocupar com as consequências do resultado. Esse é o Cruzeirão Cabuloso! Primeiro time no Brasil em 2018 a confirmar vaga na libertadores direto na fase de grupo da próxima edição. Competição em que fomos retirados numa semana e voltamos na outra.

O time está demonstrando em campo, uma certa leveza e tranquilidade. E o que é mais importante, estamos fazendo nossos pontos, que até então, no meu ponto de vista, já não fazem tanta diferença, afinal, já passamos os 45 pontos. E com certeza há de vir mais. E quando se tem um time desses, esse pontos vem até sem querer. Apesar da gente ouvir dos jogadores e até mesmo do técnico Mano Menezes, de que o time está jogando pra valer, com seriedade e compromisso de vencer, é notável o clima de amistoso do grupo que na situação que estamos, é totalmente válido.

E acho até que é um ótimo momento pra fazer rodízio no time, testar peças novas que não teve tantas oportunidades durante a temporada, colocar a turma pra jogar, até mesmo pra observar quem vai ficar e quem já pode ir embora. Alguns deles, nem precisa de mais jogos pra ver que não dá mais. Falo de Manoel e Ezequiel (que já são velhos de casa), Marcelo Hermes, Bruno Silva e David. Esses sem dúvida alguma, já não tem mais nada pra nos mostrar. Isso é unanimidade na torcida cruzeirense. Agora tem outros nomes que ainda está dividido no gosto do torcedor, uns querem a permanência, mas que não lamentaria tanto uma possível saída. Já outros pedem sim, a venda desse jogadores. Nomes como Edílson, Mancuello, Rafael Sóbis e Rafinha. Pra mim, os quatro devem ficar.

O fato é que, como disse no título, o Cruzeiro ativou o modo "bermuda, chinelinho e água de coco", apenas cumprindo tabela e visando a temporada de 2019. Acredito que o time estará bem mais forte no ano que vem do que em 2018, isso se não perder as peças importantes. Torço e até rezo pra que isso não aconteça, amém! Mas ainda temos 6 jogos do brasileirão, mais 6 oportunidades pra eu ver uma partida do menino "Brey", põe o cara pra jogar Mano! Só eu que acredito no futebol desse menino? Podem anotar ai, vai longe esse menino. Me cobrem depois.

6 comentários:

  1. Concordo em partes com seu posicionamento.Não vejo como unanimidade o desejo de saída de alguns jogadores citados como Manoel e David. Acho Manoel um bom zagueiro, que compõe muito bem o elenco, e gostaria de ver David atuando mais, espero que participando da pré temporada ele tenha melhores condições de jogo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo,Manoel é bom zagueiro e David vai voar ano que vem.Mas não se preocupe Gustavo,respeito sua opnião.

      Excluir
  2. Prezado amigo,

    por isso as discussões e resenhas no futebol são tão animadas. Concordo com alguns nomes e discordo de outros. Gostaria de ver a saída de Ezequiel, Mancuello, Marcelo Hermes e Rafael Sobis (este último mais pelo alto custo do salário, do que pelo futebol). Daria mais chances a Deivid, Bruno Silva e Edílson. Também manteria Manoel, o qual considero um bom reserva. Enfim, vale as especulações e todas as opiniões são bem vindas, desde que em prol de nosso Cruzeirão CABULOSO!!!

    ResponderExcluir
  3. Também acho que o time vai estar mais forte ano que vem,nossos principais jogadores devem ficar e outros virão para somar em posições que precisam melhorar.Muito importante a manutenção do Mano,a troca de comando é muito prejudicial,perguntem ao Menor de Minas.Acredito que vamos novamente triunfar em 2019,priorizar a LA,pode nos afetar um pouco no BR,mas não na CB.

    ResponderExcluir
  4. Manoel ganha R$ 400 mil, e toda vez que ele ela ele enterra o time teria que vender e usar o cacá, e o David ano quem vai fazer um ano bom

    ResponderExcluir
  5. Lendo esse texto me rendi ao estilo do aspirante em jornalismo. Faz malabarismo consciente com as palavras o que torna a leitura mais apetitosa. É isso aí....também sou jornalista e é gratificante ver o futebol tão desgastado, receber uma transfusão de um autor que ainda acredita que o futebol está acima das patifarias perpetradas diariamente por nós brasileiros.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.