Header Ads


Os seis motivos para acreditar no hexa do Sada Cruzeiro!

Renato Araújo/Sada Cruzeiro


Sada Cruzeiro e Sesi-SP decidem, amanhã, no Mineirinho, a Superliga Masculina de Vôlei. A multicampeã equipe celeste busca o hexacampeonato da competição, enquanto os paulistas tentam quebrar a hegemonia azul e trazer o segundo título para São Paulo; vale ressaltar que os times já decidiram outras três Superligas (edições 2010-2011, 2013-2014 e 2014-2015), com duas vitórias cruzeirenses e uma do Sesi-SP.

A edição 2017-2018 trouxe novidades e a principal delas, sem dúvidas, foi o Golden Set (aconteceu na recente final feminina entre Praia Clube e Sesc-RJ), que desempata e define o campeão da temporada, visto que o regulamento desta vez trouxe a final em duas partidas. Caso o Cruzeiro vença o jogo, será campeão por já ter vencido no Ginásio do Ibirapuera; se o Sesi-SP levar a partida, forçará o último set de 25 pontos.

Como a expectativa é de um grande confronto, seis motivos credenciam um ligeiro favoritismo ao Sada Cruzeiro:

1) Mineirinho lotado: O Sada Cruzeiro já foi campeão nacional em três oportunidades jogando em casa. O apoio da Nação Azul em BH deixam o super time cruzeirense ainda mais confiante e à vontade para levantar o caneco diante de 15 mil pessoas, aproximadamente.

2) Despedida de Leal: O cubano (e brasileiro) Leal fará sua última partida com a camisa do Sada Cruzeiro e seguirá para o voleibol italiano na próxima temporada. Peça fundamental nos títulos nacionais e internacionais, certamente o melhor jogador da Raposa é um dos trunfos para alcançar o hexa tão esperado e encerrar sua passagem por aqui com chave de ouro.

3) Marcelo Mendez: O treinador argentino é uma figura importantíssima nesse trabalho extenso e tantas vezes campeão do Sada Cruzeiro. O comandante controla, incentiva e orienta os jogadores a todo tempo a quererem sempre buscar mais títulos. É um dos maiores vencedores do voleibol nacional como treinador.

4) Poder de decisão de Evandro: O oposto campeão olímpico Evandro chegou ao Cruzeiro na temporada passada "apenas" com o objetivo de substituir o ídolo celeste e também campeão olímpico Wallace. O fato é que superou as expectativas. Assim como no ano passado, em que foi o melhor jogador da final diante do Taubaté de Wallace, Evandro tornou-se essencial para as grandes pretensões cruzeirenses nesta temporada. Evidentemente, será bastante acionado por Uriarte pelo seu alto poder de decisão.

5) A dupla Isac - Simon na rede: Os centrais Isac e Simon são dois dos principais centrais do mundo. Simon, carinhosamente apelidado de "Simonster", é o melhor sacador do torneio e crava as bolas sem dar chance aos adversários. Isac é mais velho de casa e conquistou a torcida com sua regularidade e ótimo vigor físico.

6) As experiências de Filipe e Serginho: Os veteranos craques de bola do Sada Cruzeiro contagiam todo o grupo e inflamam a torcida azul. Filipe é o maior símbolo de raça da equipe e é um dos jogadores mais técnicos do país. Já Serginho é um dos melhores líberos da história do voleibol brasileiro e é o maior campeão da Superliga.




Um comentário:

  1. Sou atleticano, mas curto muito esse time de vôlei. É um orgulho para Minas ter uma equipe de esporte coletivo com tamanha qualidade. Parabém ao Cruzeiro e aos mineiros

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.