Header Ads


2018 é Libertadores: Soy loco por Tri, Cruzeiro

Foto: Juan Mabromata/AFP
2017 está quase no fim.  Agora é aquele momento em que começamos a pensar no Natal e Ano Novo, em viagens de final de ano, em celebrar com a família, em aproveitar os momentos de lazer e diversão.

Para nós cruzeirenses, no entanto, ainda há mais uma coisa em mente, um item muito especial naquela lista de desejos para o novo ano que se aproxima: a conquista da Copa Libertadores. É inegável que o tricampeonato da competição mais importante do continente é o sonho de toda a torcida. Além disso, aquele fatídico jogo de 2009 está entalado na garganta, o grito de campeão está ali, pronto para sair.

A conquista da Copa do Brasil foi muito importante para nossa retomada como um time copeiro, característica que fez falta em anos anteriores. As classificações dramáticas, gols no final da partida, disputa de pênaltis, muita pressão, tudo isso poderá ser encontrado na competição continental, em 2018. E, vamos falar a verdade: a atmosfera dos jogos da Copa Libertadores é diferente, mesmo em confrontos contra times brasileiros.

Por isso, a sintonia entre o time e a torcida será, mais uma vez, fundamental. Apoiar, cantar os 90 minutos, ou até mais, empurrar os jogadores em busca dos gols e das vitórias e, passo a passo, quem, sabe, chegar à importante conquista. Será um caminho longo e árduo; dificilmente há vida fácil em competições com jogos de mata-mata. A equipe precisará estar preparada, treinar com afinco, ter disciplina, comprometimento e persistência, algumas vezes, até se superar nas dificuldades. A motivação, se ainda for preciso lembrar a todos, é a tão sonhada taça, a chance de ficar marcado na história do clube.

Parece até clichê de filme, um pouco piegas, quem sabe, mas é assim que acontece. Só lembrarmos das nossas duas conquistas. Lembrarmos, apenas, dos jogos finais: do 3x2 contra o River Plate, em 1976, do 1x0 contra o Sporting Cristal, em 1997. Com certeza, vamos lembrar de vários lances, de várias jogadas, dos gols; são momentos marcantes.

E, para os mais supersticiosos, lá vai: o primeiro título aconteceu em 1976. 21 anos depois, o bicampeonato. Em 2018, estamos de volta, em busca do tri, 21 anos depois da segunda conquista. Nessas horas, recorremos a tudo, até à superstição!!

Fato é que Cruzeiro combina com Libertadores e devemos, sempre, lutar para fazer parte da competição. Amanhã, daremos o nosso primeiro passo e conheceremos os nossos adversários na fase de grupos. Depois, até chegar o dia da nossa estreia, será aquela expectativa.


O ano ainda não acabou, mas já estamos com o foco em novas conquistas no ano que vem. Não podemos esquecer que nós somos Cruzeiro, tetracampeão Brasileiro, pentacampeão da Copa do Brasil e em busca do tricampeonato da Libertadores. Em 2018, mais uma vez, soy loco por Tri, Cruzeiro. 

6 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, têm jeito não, a tremedeira das marias, têm jeito não, kkkkkkkkkkkkkkk
    2018 só vai ter tremedeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiira, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você visitou a página errada, talvez o que você procure seja outra coisa. Tente pesquisar por “meu time não tem bi” e você chegará na página correta. De qualquer maneira, obrigado pelo ibope.

      Excluir
  2. Com certeza esse e o foco da China azul:Ser tri, e matar essa fran6a ai em cima e o resto dos torcedores do 6a1o de raiva.O torcedor está animado por um bom motivo,voltamos a disputar essa competição na qual temos história,e temos elenco para ganhar.Thiago,sem esperanças falsas,estou muito animado com a próxima temporada,não vou ficar surpreso se o MM ganhar mais que a LA,e aumentar a frustração e inveja do mm,kkkkk!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Vamos em busca desse tri Campeonato. Se Mano Menezes conseguir motivar esse grupo de jogadores, podemos conquistar coisas boas. Mas será bem difícil e assim que é bom. Na Copa do Brasil, neste ano, pegamos varios adversários difíceis e ate favoritos para grande parte da imprensa brasileira e conseguimos ganhar.

      Excluir
  3. Concordo plenamente com seu Post, Blogueiro. Todos temos esta legítima esperança de reconquista da LA pela terceira vez. Acontece que sem planejamento e ação nada de positivo acontece. A nova direção está cometendo erros seguidos: 1) manutenção do MM, com aumento de seus ganhos, quando, a pedida certa seria Jairzinho, Zé Ricardo ou Paulo C. Carpegiani, pelo que fizeram no Bota, Vasco e Bahia no BR-17. 2) Com a Manutenção do Mano, tornaram reféns deles. 3) Ai jogadores medíocres como Sóbis, Henrique, Manoel, Álisson, Élber, Bryan, Lennon, Rafael Marques, Digão e outros, vão continuar sendo prestigiados e, contratações como as anunciadas, com exceção do Egído, o caos de do primeiro semestre de 2017 vai se repetir. 4)Tenho que as contratações programadas atendem muito mais aos empresários exploradores que a real necessidade do Cruzeiro e dos cruzeirense.
    Mesmo sentindo tudo isto, continuarei torcendo e colaborando financeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que independentemente disso tudo que você explicitou, vamos torcer muito e nossa torcida consegue empurrar o time para as vitórias. Sempre foi assim. Em 97, mesmo em todas as adversidades, o time se reergueu e buscou o título. Se esses jogadores quiserem marcar seu nome na história do clube, a Libertadores é o caminho perfeito para isso.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.