Header Ads


Em jogo difícil, mais três pontos conquistados

Renato Padilha/Mafalda Press/Estadão Conteúdo
 Estamos de volta ao G-6. O Cruzeiro venceu a Chapecoense na Arena Condá por 2 a 1 e ocupa agora a sexta colocação. Um jogo difícil, como sempre, quando se trata da Chape. Foram três pontos suados e doloridos. Este foi o quinto confronto entre as equipes, e a última visita do Cruzeiro à Arena Condá, não trazem boas lembranças. Ficou transparente de que a Chape ainda amargura a eliminação da Copa do Brasil, e vale lembrar também, que jogadores de ambas equipes protagonizaram neste dia uma lamentável confusão. Creio que por conta desses acontecimentos, a Chapecoense entrou em campo hoje com uma vontade a mais. Percebi um futebol muito violento por parte da equipe de Chapecó. Foram 12 faltas marcadas e por incrível que pareça, apenas dois cartões amarelos para o time da casa. Jogadores importantes da equipe celeste saíram de campo sentindo leves dores, como Arrascaeta que por precaução foi substituído e Alisson que continuou no jogo mancando.

 Falando da partida, foi um jogo perigoso. E mais uma vez, brilhou o goleiro Fábio, melhor jogador em campo sem sombra de dúvidas. Como é de se esperar do time que joga em casa, a Chapecoense pressionou o Cruzeiro desde o início, exigindo belas defesas do ídolo celeste. O que não é um bom sinal, afinal, se o goleiro trabalhou muito, significa que seus defensores não foram bem. O técnico Mano Menezes precisa consertar isso, pois ainda visando o adversário mais importante da temporada até aqui, o Flamengo, que terá a volta do atacante Paolo Guerrero, que não costuma perder oportunidades das mesmas que perderam os jogadores da Chape.

 Outro destaque positivo foi o garoto Raniel. Para surpresa de muitos, Mano Menezes optou por deixar Sassá no banco e entrar com Raniel de titular, e o garoto correspondeu com uma assistência e um gol. Serviu até para um teste, já que Rafael Sóbis cumprirá suspensão no segundo jogo da final da Copa do Brasil e Sassá não é inscrito na competição. E por fim, o meu destaque negativo, vai para o meia Robinho que mais uma vez esteve sumido em campo. Já faz alguns jogos que o camisa 19 não vem fazendo boas apresentações e tem simplesmente andado em campo. O Cruzeiro ainda tem mais dois jogos antes da grande decisão contra o Flamengo, é um bom tempo para se recuperar, o Robinho é um jogador importante e quando não vai bem faz muita falta no meio campo celeste.

 Mas o que importa é que continuamos firme no campeonato brasileiro, mais três pontos importantíssimos somados, numa rodada em que os adversários que estão próximos na tabela também venceram. Estamos no caminho certo e temos um técnico inteligentíssimo que sabe o que está fazendo. E aos adversários que estão acima de nós na tabela, nos aguardem!

2 comentários:

  1. O Fabio foi gigante e Raniel decisivo,espero ver este garoto numa crescente,precisamos muito dele dia 27.O Robinho tb vai nos surpreender muito em breve.Qt ao Mano vc disse tudo,muito inteligente e vai fazer um grande trabalho no Cruzeiro.

    ResponderExcluir
  2. ah, agora o mano é inteligente, o Fabio pega tudo, O Léo e o Henrique são uns gigantes e o Gilvan é o dirigente do seculo....torcedor é tudo igual.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.