Header Ads


Tri Encaminhado - Paciência

#FechadoComOCruzeiro


Saudações, torcedores do clube mais maravilhoso do Brasil e do mundo.

Maior que 70%. Esse era o aproveitamento do Cruzeiro ao longo do Brasileirão 2013, até começar a ter uma queda de rendimento diante do desesperado São Paulo, em pleno Mineirão, um 2x0 indigesto. Porém, a campanha é de encher os olhos de todos que acompanham o futebol e de principalmente surpreender todos aqueles que não depositariam fichas alguma no time no início da temporada, pelo simples fato da equipe ter sofrido um desmanche total, mantendo em seu elenco pouquíssimos nomes dos quais estavam na campanha de 2012. A nova diretoria trabalhou firme e investiu pesado para que neste ano, o Cruzeiro voltasse a ser o personagem principal das grandes equipes de futebol nacional - e conseguiu. O sócio torcedor teve uma explosão em sua aderência, crescendo cada dia mais, grandes nomes foram contratados ao longo do ano, junto com promessas vindas de times relativamente menores. Jogadores como Dedé, Dagoberto, Júlio Baptista, Willian, Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Lucca, cobiçados por gigantes do futebol nacional vieram para o Maior de Minas. A alta porcentagem de aproveitamento da equipe é dada graças ao planejamento eficiente da diretoria, que investiu em jogadores dinâmicos, modernos, de bastante movimentação, toque de bola e velocidade, e também, devido ao notável trabalho realizado pelo contestado técnico Marcelo Oliveira, que deu uma característica ao elenco e assim, foi conquistando espaço no campeonato e hoje, mesmo com a irregularidade de 3 derrotas nas últimas 4 partidas e apenas 1 vitória, lidera um dos campeonatos mais disputados do mundo (se não for o mais disputado) com uma vantagem grande de 9 pontos - e que já foi maior: 11 pontos! Mas, parte da torcida se preocupa devido a baixa que o time está sofrendo e uma certa desconfiança começa a surgir, porém, paciência, compreensão e união serão fundamentais ao time nesta reta final de 8 rodadas. O título está encaminhado, não é o momento de fraquejar!
O Cruzeiro é uma das poucas equipes do campeonato que vem mantendo uma base titular durante as partidas, sofrendo poucas modificações, com isso, conseguiu uma estabilidade incrível e um sequência impressionante de 12 jogos invictos, sem mencionar o estupendo aproveitamento jogando dentro de casa. Essa baixa do time é algo comum, pois o calendário de jogos é bastante cruel para qualquer elenco, com uma sequência de jogos desgastantes no meio da semana e depois no fim. Pelo simples fato de Marcelo Oliveira manter uma base, é normal que os jogadores se cansem e diminuam o ritmo. Isso é algo visível, basta notar que o meio de campo e o ataque não possuem mais o mesmo poder de marcação e saída de bola em velocidade. Acompanhando os últimos jogos, é perceptível que jogadores que costumavam correr a partida inteira e que sempre davam combate durante os 90 minutos passaram a apenas ocupar um trecho do campo. Nilton, Goulart, Willian, Ceará, Egídio e Éverton Ribeiro, jogadores fundamentais para a campanha atual e que caíram desastrosamente de produção. Esses jogadores foram citados, pois é inegável a sua importância para o jogo em conjunto e individual, pois possuem características interessantes em sua maneira de jogar, seja na técnica, marcação, passe ou velocidade. Com a queda de trabalho desses atletas, outros setores são comprometidos, como o ataque, com Borges, que vem sendo vítima de críticas pela torcida e a própria zaga, que merece um destaque, Bruno Rodrigo e Dedé estão dando uma aula na defesa. Borges necessita da competência de seus articuladores, caso contrário, será apenas um cone no gramado, conforme vem sendo. A torcida também precisa considerar que as outras equipes concorrentes ao título estão tão instáveis quanto o próprio Cruzeiro e não conseguiram manter uma sequência de jogos pontuando durante todas rodadas. Dificilmente, acredito que o título escaparia de nossas mãos, por crer no elenco de qualidade que temos, no trabalho do técnico e na torcida que empurra o time desde o início do campeonato! Pés no chão!
Concluindo, a torcida precisa se acalmar, o time acumulou uma boa gordura durante o campeonato e chegou o momento de queimá-la. Marcelo Oliveira precisa modificar o time e descansar certos jogadores na medida do possível e também, precisa motivar os titulares, pois, apesar do cansaço, não é permitido que jogador algum se acomode por ter sua vaga garantida e cair de rendimento, nosso banco é forte e possui muitos atletas que querem mostrar serviço. E por favor, Marcelo, não insista mais com Léo na zaga para substituir Dedé ou Bruno Rodrigo, ele se diz cruzeirense, mas não é competente, é muito lento, se é torcedor, que pague o sócio e vá para a arquibancada! Caveirão no lugar dele já! Restam 8 rodadas para o fim do campeonato, das quais 4 serão em casa (Criciúma, Grêmio, Ponte Preta e Bahia, nessa ordem) e se garantir os 3 pontos em cada uma delas, passem o caneco para cá! É importante ressaltar que o time precisa voltar aos eixos, para deixar o Tri encaminhado na partida contra o Grêmio. O recado final é: torcedor cruzeirense de verdade, que acredita no título, apoie o time, vibre, grite, cante, pule, vá ao Mineirão, o Cruzeiro precisa de você! Nessa reta final, o apoio precisa ser incondicional! Turma da corneta, que torce para o time perder só para depois contar vantagem, fique em casa, o Cruzeiro agradece!

#FechadoComOCruzeiro

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.