Pontos perdidos por erros de arbitragem: A saga se repete

 

Foto: Reprodução/Globo

    O Cruzeiro viajou para o estado de Goiás em busca de conquistar 3 pontos no Brasileirão, em confronto contra o Goiás, válido pela 22ª rodada da série B 2021. Com os resultados dos outros jogos da rodada, a vitória seria de suma importância para o Cruzeiro se afastar da zona de rebaixamento e almejar o acesso para a série A ainda nessa temporada. Com uma possível vitória, a raposa ficaria a 8 pontos do Botafogo, quarto colocado na competição.


    Jogando na Serrinha, o Cruzeiro saiu na frente aos 17 minutos do segundo tempo mas logo tomou o empate, com um gol que deveria ter sido anulado, pois o início da jogada foi irregular, pois na saída de bola no meio campo, o jogador do Goiás estava no campo defensivo do Cruzeiro. Algo que não deveria ser um problema ou dor de cabeça para a arbitragem, pois o jogo contava com o VAR... Mas o VAR não informou ao árbitro de campo da irregularidade e o gol foi confirmado. Após muita luta e solicitação para implantar o sistema de arbitragem em vídeo na competição, após seguidos erros de arbitragem que tiraram vários pontos do Cruzeiro e de outros clubes na competição, o sistema foi implantado apenas para "existir", por que na prática, não tem utilidade nenhuma.


    Esses problemas são recorrentes e sempre afetaram a classificação do clube na segunda divisão. Quando anunciaram o VAR a partir do meio do campeonato, foi uma grande comemoração dos torcedores celestes, tendo em vista os grandes erros no primeiro turno da competição. Repito: A tecnologia que deveria ser usada para ajudar a arbitragem e evitar pontos perdidos causados por gols irregulares, está de enfeite no campo. Não quero criar teorias de conspiração, mas ainda não foi possível acompanhar uma decisão de interferência correta da cabine de vídeo. O clube deve cobrar explicações da CBF e brigar pelos seus direitos de possuir nos jogos uma arbitragem limpa e de qualidade. A partir de agora, com a presença de público, nós torcedores poderemos cobrar em campo tanto do time em campo quanto da arbitragem. A expectativa é que esses erros não se repitam e que o time jogue muito mais.

    Desde a chegada do técnico Luxemburgo, o time cresceu de produção e vem apresentando um ótimo futebol, mesmo com peças limitadas e com erros de finalização a gol. A expectativa segue em subir ainda nessa temporada, mas o foco deve ser primeiro se afastar da zona de rebaixamento. O Cruzeiro entra em campo no Sábado, jogando na Arena do Jacaré em Sete Lagoas, contra a Ponte Preta. A vitória é de suma importância para atingir esse objetivo. Com a presença da torcida, vamos empurrar o clube para mais uma vitória. Lembre-se: use máscara, mantenha o distanciamento e respeite as leis sanitárias! Vamos Cruzeiro!

3 comentários:

  1. E os pontos ganhos por erros de arbitragem??? Nada?? Que tal olhar aquele pênalti marcado a favor do falido contra o Confiança????

    ResponderExcluir
  2. Nosso time é horroroso, não podemos culpar a arbitragem sempre pelos maus resultados.Wanderley é um chorão e deverá tomar uma punição de pelo menos uns 4 jogos, deixando o nosso cruzeirao na mão,triste realidade ano que vem série B de novo

    ResponderExcluir
  3. É até piada uma matéria dessa amigo, mais de 50 jogos na B, e nunca figurou o G4. Agora a culpa é do juiz? Fica difícil.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.