Header Ads


Agora é o Cruzeiro contra a FMF, os horários da televisão e tudo mais o que vier

Foto: Divulgação/Cruzeiro

Passada a primeira fase e o jogo das quartas de final do Campeonato Mineiro, podemos dizer que é o momento de decisão para o Cruzeiro, em busca do primeiro troféu de 2018.

Apesar de não ser muito fã de campeonatos estaduais, acredito que quando o nosso time participa de uma competição, é preciso entrar para ganhar. E, como não ganhamos o título mineiro desde 2014, está passando da hora de voltarmos a levantar esse caneco. Um time da grandeza do Cruzeiro não pode se dar ao luxo de ficar esse tempo todo sem uma conquista regional. 

No entanto, não será uma tarefa fácil. Primeiramente, o regulamento da competição neste ano foi muito ruim. Em um campeonato com 12 times, acredito que não seja interessante que 8 deles se classifiquem para a fase eliminatória. E, caso seja mantido o G-8 para 2019, que a fase de quartas de final seja disputada em duas partidas, com vantagem para o time de melhor campanha na primeira fase.

Além disso, o Cruzeiro tem jogado em horários extremamente questionáveis. Para se ter idéia, o time celeste jogou apenas no domingo, às 17hs. Foram vários jogos às quartas-feiras, às 21:45 e, inclusive, um jogo na sexta-feira, véspera de carnaval. Até a partida contra o Atlético/MG ocorreu em um horário incomum, às 11hs. Foram poucos jogos televisionados em canal aberto no chamado horário nobre do futebol. Mesmo assim, a torcida celeste deu um show e colocou grande público em todos os jogos como mandante. Cabe ressaltar, no entanto, que o próprio Cruzeiro se sujeita a isso, já que esses horários e os jogos que serão televisionados são definidos no contrato assinado com a emissora detentora dos direitos de transmissão do campeonato.

Fora o regulamento fraco e a federação querendo colocar mais um jogo nosso em horário estranho, a arbitragem também vem deixando a desejar. Infelizmente, é o que acontece há vários anos e nossa torcida sempre na bronca com os árbitros mineiros e com a FMF.

Há tempos, também, vemos a discussão sobre a profissionalização dos árbitros. Será o caminho? A impressão que tenho, em alguns momentos, é que o árbitro é uma santidade, intocável dentro e fora das quatro linhas. Mesmo com erros, o máximo que acontece é uma suspensão por alguns jogos e, enquanto isso, os clubes são prejudicados.

Mais recentemente, o assunto é a tecnologia no futebol, com o chip na bola e o árbitro de vídeo (VAR), por exemplo. O uso dessas ferramentas ajudaria, e muito, aos juízes de futebol a tomar decisões de maneira mais precisa e, com isso, reduziria a quantidade de erros. Infelizmente, as federações e, principalmente, a Confederação Brasileira de Futebol, no alto de sua ganância, propuseram um orçamento com valores absurdos para a implantação do VAR no Campeonato Brasileiro. Quem sabe, em um futuro próximo, e em melhores condições para todos os interessados (se é que há interesse em melhorar os campeonatos). 

Torcedor cruzeirense. O Cruzeiro precisará muito de nós. A partir de agora, é só decisão e nosso adversário pode não estar apenas dentro de campo. Precisaremos estar preparados para tudo o que vier e, para isso, o apoio da torcida ao time será fundamental. À nossa diretoria, também tenho um recado: vamos repensar os preços de ingressos para esses jogos do campeonato estadual e, inclusive, para alguns jogos do Brasileirão. Não é hora de aumentar o preço. Na verdade, seria ideal fazer mais promoções para os torcedores e lotar o Mineirão a cada jogo. Vamos prestigiar aqueles que tanto te apoiaram em 2018. 

Então, para cima deles, Cruzeiro. Busquem mais esse título do campeonato mineiro para a nossa imensa coleção de troféus. Contra tudo e contra todos.

20 comentários:

  1. Repercutiu muito pouco, ou quase nada na mídia mineira, a maneira como o juiz Ronei Candido Alves claramente tentou de todas as formas prejudicar o Cruzeiro no jogo contra a Patrocinense. Cartões amarelos inacreditáveis; O Raniel sofreu falta, e juiz o amarelou. Tiago Neves foi sair para ser substituído, levou amarelo. Sobis foi conversar com o juiz, levou amarelo. Completamente tendencioso. Estava claramente mal intencionado. Não sei porque nenhum jornal/radio/tv repercutiu isso. Foi descarado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Rafael. As arbitragens deste campeonato têm sido desastrosas, não apenas neste último jogo, mas em vários outros. Não sei se é apenas ruindade ou outra intenção, mas o uso do VAR já ajudaria em lances capitais. Infelizmente, talvez, nestes lances de cartão amarelo, como você citou da última partida, não resolveria muito. Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  2. Cruzeirense reclamando de arbitragem é como político reclamando de corrupção. Benecy mandou só lembranças no programa do Orlando Augusto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, se não fossem os erros de arbitragem o seu time teria sido rebaixado nesse estadual, pois foram 8 pontos que vocês ganharam na mão grande. Até entendo que para vocês uma rebaixamento a mais pouca diferença faz, dada a mediocridade que lhes é peculiar, porém, vocês devem muito ao Guilherme Dias Camilo. P.S.: Joaquim Cocó mandou lembranças através do Buião no programa do Gilbert Campos.

      Excluir
    2. Leonardo. Primeiramente, obrigado pela participação. Sua audiência nos ajuda bastante e prova o quanto vocês amam o Cruzeiro. Só isso explicaria você entrar em um site de um time pelo qual você não torce, ou tem vontade de torcer, aparentemente. Só a título de curiosidade, depois você pesquisa sobre um juiz, Cidinho Bola Nossa. Um abraço e obrigado, novamente, por vir aqui. Volte sempre

      Excluir
  3. Fodas pra futebol. Não ganhamos nada com isso. Os jogadores estão riquíssimos e milhões de otários preocupados com isso. Fodas pra Cruzeiro, Atlético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigão. O blog é sobre futebol. Mais especificamente sobre Cruzeiro Esporte Clube. Se você não se importa com isso, deveria procurar alguma página de seu interesse e respeitar o gosto pessoal dos outros.

      Excluir
  4. Prezado blogueiro, respeito o seu lado fanatico de ser mas lhe pergunto: Quantos jogos o Cruzeiro fez no interior? Menos que o Galo.Ainda jogou com a Tomnbense em Ipatinga, com mando da Tombense. O classico as 11:00 foi imposição da TV. Ambos ja sabiam antes de começar o campeonato. Qaunto a precoupação de Atleticano com posts de Cruzerense, voce não deve estar lendo o site em que voce publica, pois se tivesse iria ver que em todos os posts do Galo, tem mais Cruzerenses do que Atleticanos. E eu so estou postando aqui pela incinuação ou afirmação que a Federação esta favorecendo o Galo. Eu sou a favor de juiz de fora, pra não ter nenhuma desculpa. O Cruzeiro tem um time melhor, pois esta formado a dois anos, com o mesmo treinador, mas mostra atraves de seus torcedores o maior receio em jogar contra um time com um plantel inferior e ainda em formação e sem tecnico. Voces estão com a faca e o queijo na mão, embora essa superioridade virtual não tenha sido vista no primeiro classico, mas se perderem, não venham colocar culpa em federação e nem arbitragem não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Luciano. Obrigado pela participação. Primeiramente, aqui é um site com opinião sobre o CRUZEIRO, caso não tenha percebido. Não há, no texto, nada de fanatismo, tampouco insinuação contra o seu time Atlético/MG. Não acompanho e não estou nem um pouco preocupado com o seu time, mas faço ressalvas contra algumas decisões da federação mineira e pelo fraco nível da arbitragem. Não sugeri que favoreça A ou B, mas que são ruins e, acompanhando os jogos do Cruzeiro, percebo alguns erros. Nada mais do que isso. Peço o favor de reler e me apontar em qual parte falo sobre favorecimento ao Atlético. No entanto, respeito a sua opinião e agradeço pelo tempo de vir aqui, ler e comentar. Em relação à presença de cruzeirenses em blog do seu time, mais uma vez, não é algo de meu interesse. Estou aqui apenas para falar sobre o Cruzeiro Esporte Clube. Os textos são opinativos e, acredite se quiser, as pessoas têm opiniões diferentes. Volte sempre!

      Excluir
  5. Concordo, Luciano, Além do mais se não querem sucumbir aos horários impostos pela TV, devolve a grana que receberam antecipadamente pelos direitos de transmissão e vão ser felizes jogando no horário que melhor lhe convir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Márcio. Os clubes viraram refens das detentoras de transmissão dos campeonatos. Se os clubes fossem unidos, poderiam encontrar outro caminho, mas não é essa a realidade. E é assim com Cruzeiro e com todos os grandes clubes do Brasil.

      Excluir
  6. Quanto ao regulamento, penso que se mantiver o atual, que a vantagem do empate seja do time de melhor campanha, o ideal seria a classificação de apenas 4 times. Fora os outros assuntos abordados na matéria o que mais me chamou a atenção foi o ¨estardalhaço¨ feito pela imprensa com a decisão do Tupi em mandar o primeiro jogo no Mineirão, não me recordo do mesmo posicionamento da imprensa quando a URT tomou a mesma decisão na semifinal com o Atlético Mineiro que aconteceu em BH.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, André. O melhor seria a classificação de 4 equipes, fase semifinal e final. E pronto. Em relação aos times do interior optarem por jogar fases eliminatorias no Mineirão, acho totalmente errado. Seja em confrontos contra Cruzeiro ou Atlético. Nem deveria ser permitido isso no regulamento. Pelo menos o Tupi mudou sua posição e resolveu jogar em Juiz de Fora.

      Excluir
  7. Sei muito bem a intenção do Sr Ronei Cândido, natural de Formiga-mg Atleticano doente, vai fazer de tudo p prejudicar o Maior de Minas

    ResponderExcluir
  8. Vamos vencer o campeonato Mineiro e começar nossa caminhada de títulos nesse ano! :)

    ResponderExcluir
  9. Não importa o que os atleticanos tão dizendo aqui no blog.O cruzeiro é odiado pelo seu imenso sucesso e por isso perseguido intolerávelmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os atleticanos gostam de vir aqui. Fico impressionado. Estão mais preocupados com o Cruzeiro do que com o próprio time. Mas, para mim, que continuem vindo aqui!!

      Excluir
    2. E o lado bom é que nós sempre podemos arrancar uma casquinha no lombo deles,afinal temos uma fonte inesgotável de argumentos(verdadeiros, claro).Thiago,hoje é nosso dia de apreciar um futebol de qualidade e aumentar nossas expectativas para este ano.

      Excluir
  10. Morador em Carangola, Zona da Mata, acompanhei o jogo entre Tupi e Tombense. A única opção foi sintonizar pela Net a Rádio Globo de Juiz de Fora, de vez que não houve transmissão pela tv. Não quero questionar a vitória do Tupi, creio que merecida. Lamento apenas a parcialidade do locutor e comentarista torcendo fervorosamente pelo Galo Carijó e até, salvo engano (não gravei), em determinado momento ironizando em tom de deboche o técnico Ramon. Espero que a direção da emissora reveja seus conceitos na transmissão dos próximos jogos do Tupi. A Rádio Globo (JF) tem grande audiência em nossa região, onde se inclui o Tombense que congrega dezenas de municípios circunvizinhos. Faltou respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esclareço que a nota é de minha autoria. Por descuido, não percebi que o login estava relacionado ao Cartório, onde não tenho mais qualquer vínculo desde 2016.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.